Na Trilha de Möbius

Notícias e reflexões sobre ficção científica, fantástico e literaturas alternativas.

sábado, junho 26, 2004

EUROCON 2004 arranca dia 5 de Agosto

A cidade de Plovdiv na Bulgária prepara-se para acolher, entre os dias 5 e 8 de Agosto, mais uma edição da EUROCON. Para além da habitual entrega dos prémios EUROCON, pela Sociedade Europeia de Ficção Científica, planeiam-se palestras, debates (de entre os quais sobressai "Does Ursula K. Le Guin deserve a Nobel Prize for literature, and what we can do about it"), exibição de filmes, demonstrações e torneios de jogos.

O americano Robert Sheckley e o inglês Ian Watson estarão entre os convidados de honra para este ano.

quinta-feira, junho 24, 2004

Museu da fc abre em Seattle

O Science Fiction Museum and Hall of Fame, o primeiro museu do mundo inteiramente dedicado à ficção científica, abriu as suas portas em Seattle na passada sexta-feira, dia 18 de Junho de 2004.

O projecto é da responsabilidade de Paul Allen, o co-fundador da Microsoft que fez notícia há poucos dias com o primeiro voo espacial da SpaceShipOne, também financiada por si. O museu, que custou 20 milhões de dólares a construir e guarnecer, espalha-se por uma área que ronda os modestos 1200 m2.

Entre os convidados para a inauguração encontraram-se Greg Nickels, mayor de Seattle, o próprio Paul Allen (que discursou sobre a importância da ficção científica e o impacto que esta teve na sua vida), Steven Spielberg e o patrão da Amazon.com, Jeff Bezos, para além de nomes bem conhecidos dos leitores de fc: Greg Bear, Forrest Ackerman, David Brin, Gregory Benford, Charles N. Brown, Octavia Butler e Neal Stephenson, entre outros.

Phantastesvezine

No mundo da FC&F portuguesa prepara-se o surgimento de um novo fanzine em papel, que se virá juntar ao Dragão Quântico e à Hyperdrivezine. Iniciativa de um grupo de entusiastas do norte do país, o Phantastes (nome provisório) pretende publicar trabalhos no campo da literatura fantástica e FC, não só críticas e ficção, mas também outros trabalhos.

Os editores procuram colaboração, e para esse fim disponibilizam o endereço bonecopaodemel@yahoo.com.br.

sábado, junho 12, 2004

O blogue que faltava

Todas as efemérides que nunca ocorreram, em Today In Alternate History.

sexta-feira, junho 11, 2004

No mundo das experiências literárias...

Isto das experiências literárias é curioso: um tipo põe-se a fazer uma e começa logo a saber de Fulano, que faz a experiência X, de Sicrano que anda a fazer Y, ou de Beltrano que tem um piadão com Z.

Vem isto a propósito de um comentátio que foi deixado na Lâmpada e que apontou um blog mantido por Jay Lake, autor nomeado para o Hugo e para o Campbell este ano.

O blog chama-se Story Words, e nele o Lake cria todos os dias ficções ultra-curtas e não revistas, não com base em spam, mas sim em palavras que os leitores lhe enviam por email (o que vai dar quase ao mesmo).

E sabem que mais? Há ali historinhas fenomenais.

quinta-feira, junho 10, 2004

Mais prémios: agora os Sidewise Awards, de HA

Os finalistas dos Sidewise Awards, de História Alternativa, também foram divulgados recentemente. Este é um dos poucos prémios ligados à FC onde é relativamente comum que apareçam obras traduzidas de outros idiomas que não o inglês. É o caso deste ano:

Ficção curta

  • The Day We Went Through the Transition (originalmente El día que hicimos la Transitión), por Ricard de la Casa e Pedro Jorge Romero. Traduzido do espanhol por Yolanda Molina-Gavilán; In Cosmos Latinos (eds. Andrea L. Bell e Yolanda Molina-Gavilán), Wesleyan University Press;
  • The Eyes of America, por Geoffrey Landis. Posto online no SciFiction a 7 de Maio;
  • The Cuban Missile Crisis: Second Holocaust, por Robert L. O'Connell. In What Ifs? of American History (ed. Robert Cowley), Putnam's
  • O One, por Chris Roberson. In Live Without a Net (ed. Lou Anders), New American Library
  • The Reign of Terror, por Robert Silverberg. In Asimov's Science Fiction de Abril, e in Roma Eterna, HarperCollins/Eos

Ficção longa


quarta-feira, junho 09, 2004

Continuando nos prémios... Prometheus

E os nomeados para a edição deste ano do Prémio Prometheus, que premeia romances de ficção científica libertária e é promovido pela Libertarian Futurist Society, são:

  • Naked Empire, por Terry Goodkind
  • The Pixel Eye, por Paul Levinson
  • Spin State, por Chris Moriarty
  • Harry Potter and the Order of the Phoenix, por J. K. Rowling
  • Sims, por F. Paul Wilson

Se estão a pensar sobre que diabo faz aqui o Harry Potter, estão a pensar o mesmo que eu.

Querem ver que o Moorcock ainda vem para cá?

Estou agora a ler, com atraso, a Ansible nº 203, que traz este parágrafo:

MICHAEL MOORCOCK confirms his Spectator-reported plan to leave Texas and settle in some continental European city, though probably not Rome: `I'll be 65 at the end of this year and will be retiring (that is, only writing one book a year) back to the restful city. The country has been killing me and I deserve some tranquility in my old age.'

Sabendo-se da proximidade entre o senhor Moorcock e o nosso compincha Rodrigues, será que ele ainda vem parar a Lisboa?

I wander...


terça-feira, junho 08, 2004

Prémios para todos!

Desta vez os Bram Stoker Awards for Superior Achievement, atribuídos à melhor literatura de horror publicada ao longo do ano anterior. Ou então à literatura mais horrorosa, já que nunca deixa de surpreender a capacidade dos membros da Horror Writers Association para premiar trabalhos medíocres mais vezes que seria desejável (razão pela qual os prémios são informalmente conhecidos por "Strokers"). Seja como for, os vencedores deste ano, anunciados pela HWA no último fim de semana, são:

Romance

lost boy lost girl, de Peter Straub

Primeiro romance

The Rising, de Brian Keene

Ficção longa

"Closing Time", de Jack Ketchum

Ficção curta

"Duty", de Gary A. Braunbeck

Colectânea

Peaceable Kingdom, de Jack Ketchum

Antologia

Borderlands 5, editada por Elizabeth e Thomas Monteleone

Ensaio

The Mothers and Fathers Italian Association, de Thomas F. Monteleone

Narrativa ilustrada

The Sandman: Endless Nights, de Neil Gaiman

Argumento para cinema

Bubba Ho-Tep, de Don Coscarelli

Infantil

Harry Potter and the Order of the Phoenix, de J. K. Rowling

Poesia

Pitchblende, de Bruce Boston

Formato alternativo

The Gorelets, de Michael Arnzen (newsletter por e-mail)

Prémios de carreira

Anne Rice e Martin H. Greenberg

segunda-feira, junho 07, 2004

Nomeados para o Sturgeon Award

Já são conhecidos os nomeados para o Sturgeon Award, um prémio em memória de Theodore Sturgeon que homenageia a melhor ficção curta do ano, dentro do género fantástico:

O conto vencedor será anunciado na Campbell Conference, a decorrer em Lawrence, Kansas entre 8 e 11 de Julho.

E porque ninguém nasce ensinado . . .

. . . a Universidade do Minnesota colocou à disposição vinte lições do seu curso à distância "Studies in Narrative: Science Fiction and Fantasy" em formato MP3 e RealMedia. A não perder. (Via Boing Boing.)

... e ainda... Philip Reeve

À lista de lançamentos que o Luís Filipe Silva divulgou há dias, há a acrescentar uma FC juvenil de Philip Reeve, O Ouro do Predador, pela Presença, continuação de Engenhos Mortíferos, livro anteriormente publicado pela mesma editora.

Outro lançamento da Presença, menos interessante para quem segue este blog, especialmente para a porção dos leitores que não tem filhos, é mais uma fantasia infantil: A Lista dos Desejos, de Eoin Colfer.

Leituras em Setembro

Aqui se anuncia a abertura de propostas de participação para o evento Leituras em Setembro, Lisboa, 2004. Mais detalhes em http://eventos.tecnofantasia.com

Pif-Paf

Encontrei há dias este livro, de Millôr Fernandes, editado pel'O Independente.
Desde o extinto Diário Popular que não tinha tornado a ler Millôr, e acho que só melhorou com o tempo.
Alguns exemplos de um capítulo chamado "Confúcio disse":

Nada é mais falso do que uma verdade estabelecida.

Errar é humano. Ser apanhado em flagrante é burrice.

Em geral as pessoas que se perdem em pensamentos é porque não conhecem muito bem esse território.


Por hoje é tudo. Talvez haja mais.

sábado, junho 05, 2004

Ainda quentes do prelo

No site Tecnofantasia, o Luís Filipe Silva escreve sobre os mais recentes lançamentos em português na área da fc e do fantástico. Entre eles, destaca-se a re-edição do que se pode considerar o maior texto sagrado do movimento cyberpunk, o Neuromante de William Gibson (curiosamente um livro que, há 20 anos atrás, pôs fim à colecção Contacto da Gradiva por não convencer os editores). E ainda as novidades: O Dia do Perdão, com quatro noveletas de Ursula K. Le Guin passadas no universo Hainish (pela Editorial Presença), e O Cromossoma de Calcutá de Amitav Ghosh (pela Replicação).

Para mais sobre estas e outras novidades, clique aqui.

Crítica a uma Spam Fiction

Foi publicada uma crítica ao conto mais recente do projecto Spam Fiction, de Jorge Candeias.

D.F. Lewis disponibiliza 1500 contos online

O prolífico escritor e editor britânico D.F. Lewis cortou a fita de um novo projecto que consiste em gradualmente re-publicar toda a ficção escrita por si entre 1986 e 1999—mais de 1500 histórias—através dos blogues Weirdmonger Nemonymous e Middle Megazanthus. Ao ritmo de um conto por semana, esta seria uma tarefa para lhe durar os próximos 29 anos, pelo que Lewis decidiu acelerar o passo e espera acabar muito antes disso. Quanto ao acesso, é gratuito e recomenda-se.

Para quem for mais avesso a leituras electrónicas ou procura apenas o melhor, atenção ao livro Weirdmonger, uma compilação com o "Top 67" do autor disponibilizada pela Prime Books em 2003.

Ray Bradbury acusa Michael Moore de plágio

Num possível acesso de loucura, o lendário Ray Bradbury acusou o realizador Michael Moore de plágio numa entrevista dada ao periódico holandês Dagens Nyheter.

A causa para tanta indignação gira em torno do título do mais recente filme de Moore, Fahrenheit 9/11, uma referência ao clássico da fc Fahrenheit 451 escrito por Bradbury em 1953.

Afirmou o escritor: "Michael Moore é uma besta, é o que eu acho disto tudo. Roubou-me o título e mudou os números sem sequer me pedir autorização." Quando interrogado se tal reacção se devia aos pontos de vista liberais de Michael Moore, Bradbury acrescentou: "Não tem nada a ver com isso. Ele copiou-me o título; foi o que aconteceu. Não tem nada a ver com as minhas opiniões políticas."

Mas como Cory Doctorow apontou e muito bem, os títulos não estão sujeitos a leis de copyright, logo o protesto de Bradbury (já de si ridículo) segue sem qualquer fundamento.

sexta-feira, junho 04, 2004

Faleceu Brian McNaughton

É bastante provável que a maioria dos leitores portugueses não esteja familiarizada com o nome de Brian McNaughton, porém foi com grande pesar que descobri hoje do seu falecimento no passado dia 14 de Maio.

McNaughton nasceu em Red Bank, NJ nos Estados Unidos em 1935 e ocupou-se com uma grande variedade de profissões, incluindo jornalista para o Newark Evening News e gerente de um hotel onde certa noite ajudou Warren Zevon a arrombar uma renitente máquina de bebidas. De entre os mais de 200 contos publicados que nos deixa, destaca-se a colectânea The Throne of Bones, galardoada com um World Fantasy Award em 1998, e que consiste numa série de inteligentíssimos contos inspirados em H. P. Lovecraft e Clark Ashton Smith, apresentados do ponto de vista dos necrófagos e necrófilos ghuls que povoam o Cthulhu Mythos, e rememorativos da inversão do clássico Beowulf encontrada no Grendel de John C. Gardner.

A juntar pois a esta trágica notícia, e a todos os que não tiveram a oportunidade (e o prazer) de saborear as palavras do senhor McNaughton enquanto vivo, deixo esta recomendação para um possível ponto de partida para novas e proveitosas leituras.

FC para rir na Gradiva

Muitos anos depois de ter editado FC a sério numa colecção a sério, a Gradiva vem agora, por intermédio dos seus galhofeiros directores da colecção humorística, apresentar-nos uma proposta completamente diferente: O Caminho Para Marte, de Eric Idle. Citando o texto promocional da editora:

Carlton é um andróide que trabalha para Alex e Lewis, uma dupla de comediantes do século XXII que percorre o circuito exterior de vaudeville do sistema solar, ironicamente conhecido por «Caminho para Marte». Conseguirá Carlton impedir que Alex e Lewis percam os seus contratos, ajudá-los a ultrapassar a cena do amor e compreender, finalmente, o significado da comédia no universo? Conseguirá um robô fazer stand-up comedy? Como Einstein poderia ter dito, nada no universo pode viajar mais depressa do que a velocidade do riso.

É caso para dizer, seguindo as pisadas do Jon Stewart: Wha?!

quarta-feira, junho 02, 2004

Nomeados para o Sunburst Award

Foram revelados os candidatos em disputa pelo quarto Sunburst Award, prémio entregue anualmente à melhor literatura fantástica escrita por canadianos. São eles:

O júri deste ano, que anunciará o vencedor em Setembro de 2004, integra Caterina Edwards, Claude Lalumière, Yves Meynard, Michelle Sagara West e Lyle Weis.